Hospital investigará morte de paciente em Indaiatuba, em SP

Hospital abre sindicância para apurar as responsabilidades da equipe de enfermagem e auxiliares

Gheisa Lessa, estadão.com.br

16 Abril 2012 | 16h41

SÃO PAULO - Uma sindicância administrativa foi aberta na manhã desta segunda-feira, 16, para apurar a morte de Ana Lúcia Couto dos Santos, de 29 anos, no Hospital Augusto de Oliveira Camargo, localizado no Jardim Santa Cruz, interior de São Paulo.

A mulher, vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) há dois anos, permanecia imóvel e foi internada apresentando quadro de pneumonia. Ela morreu por volta das 19 horas do sábado, 14.

Em nota o hospital lamentoua a morte e informa que vai ouvir todos os membros da equipe médica que atenderam Ana Lúcia e os familiares até que o laudo do Serviço de Verificação de Óbito esteja concluído.

Abaixo a íntegra da nota do Hospital Augusto de Oliveira Camargo:

"Lamentamos profundamente o óbito ocorrido no último sábado, dia 14, por volta das 19h. Como as informações são conflitantes, a diretoria determinou a abertura de uma Sindicância Administrativa para apurar as responsabilidades da equipe de enfermagem e auxiliares.

A sindicância deverá iniciar seus trabalhos nesta segunda-feira, dia 16, ouvindo todos os envolvidos nessa ocorrência, além da enfermagem, auxiliares e também os familiares que acompanhavam a paciente no quarto no dias dos fatos.

A sindicância, antes da conclusão final, encerrará seus trabalhos somente com o laudo do Serviço de Verificação de Óbito."

Mais conteúdo sobre:
saúdeinvestigaçãomorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.