Hospital no Rio mantém áreas isoladas após infecção

O Hospital Geral de Bonsucesso (HGB), unidade federal na zona norte do Rio, mantém isolados hoje o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) e o setor de emergência, onde foram confirmados 15 casos de pacientes contaminados por Enterococos resistentes a vancomicina (VRE), germes com grande resistência a antibióticos e de fácil transmissão. Segundo o hospital, que possui 450 leitos, foram realizados 200 exames até o fim da manhã.Por precaução, para evitar novas contaminações, apenas casos em que há risco de morte estão sendo atendidos no local. Os demais pacientes são encaminhados para outros hospitais. A média diária do HGB é de 500 atendimentos. Não há previsão de normalização do atendimento."Todos os pacientes portadores da bactéria e que não possuem sinais e sintomas de infecção estão em isolamento", informou uma fonte do HGB. A contaminação foi descoberta na noite de quinta-feira. "Este é um problema mundial, principalmente em hospitais que trabalham com pacientes de alta complexidade, locais onde há possibilidade de surgimento de casos de bactérias resistentes." O HGB possui dois CTIs e um está em isolamento para os pacientes em estado mais grave colonizados pela bactéria. "Não há nenhum tipo de alteração ou sintoma aparente na pessoa colonizada. A colonização não é infecção, pois a pessoa está apenas portadora da bactéria no organismo. O problema é que, dentro das unidades hospitalares, ela pode criar uma resistência a vários antibióticos e fazer uma colonização e disseminação no ambiente hospitalar." Segundo o hospital, "não há necessidade de pânico por parte dos familiares dos demais pacientes".

AE, Agencia Estado

13 de outubro de 2007 | 13h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.