Hospitalização de Mandela provoca preocupações

O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela foi hospitalizado durante a noite para ser submetido a exames médicos de rotina, suscitando receios em relação à saúde do frágil ícone da luta antiapartheid, que está com 92 anos.

MARIUS BOSCH, REUTERS

27 de janeiro de 2011 | 13h46

Mandela foi internado em um hospital de Johanesburgo na quarta-feira, segundo sua fundação para passar por exames médicos de rotina, mas a Talk Radio 702 informou que ele foi atendido por um médico especializado em doenças do sistema respiratório.

O presidente Jacob Zuma e o partido governista, Congresso Nacional Africano, lançaram um apelo por calma na quinta-feira, depois de a hospitalização ter desencadeado especulações consideráveis na mídia local sobre o estado de saúde de Mandela.

"O presidente Mandela está confortável e está sendo bem cuidado por uma boa equipe de especialistas médicos", disse Zuma em comunicado à imprensa. O CNA disse que não há motivo para pânico.

"Ele tem 92 anos de idade e deve ter problemas de saúde ligados à idade. O fato de ele ter passado a noite no hospital não deve ser visto como indício do pior", disse o porta-voz do CNA Jackson Mthembu.

Mandela não é visto em público desde a final da Copa do Mundo de futebol, em julho do ano passado.

A polícia foi chamada para controlar o trânsito no Hospital Milpark, em um subúrbio arborizado de Johanesburgo. Dezenas de jornalistas, fotógrafos e equipes de televisão estavam concentrados em volta do hospital.

Testemunhas da Reuters disseram que vários familiares de Mandela visitaram o hospital após sua internação, entre eles sua mulher, Graça Machel.

APARÊNCIA FRÁGIL

Mandela se afastou da vida pública em junho de 2004, antes de seu 86o aniversário, dizendo a seus compatriotas, que o adoram: "Não me chamem. Eu chamarei vocês."

Desde então, ele tem aparecido em público raramente, e, quando o fez, sua aparência estava cada vez mais frágil. Além da Copa do Mundo, Mandela apareceu em dois comícios do CNA antes das eleições gerais de 2009.

Na década de 1980 Mandela fez tratamento contra tuberculose, e, mais tarde, foi submetido a uma cirurgia para reparar danos a seus olhos. Em 2001 ele fez tratamento contra um câncer de próstata.

O Prêmio Nobel da Paz sul-africano Desmond Tutu disse esta semana que esteve com Mandela na semana passada. "Ele estava bem. Quero dizer, ele tem 92 anos e está frágil."

Conhecido na África do Sul por seu nome de clã, Madiba, Mandela esteve de férias recentemente com sua mulher, informou a mídia local.

No início deste mês, o CNA disse que queria que o Twitter tomasse medidas, depois de um relato falso sobre a morte de Mandela ter sido amplamente distribuído no site de rede social.

Na quinta-feira, a Fundação Nelson Mandela se negou a dar declarações sobre sua saúde, mas, em comunicado anterior, tinha dito: "Ele não corre perigo e está com bom ânimo."

De acordo com o site Trendistic, que rastreia os tópicos mais comentados no Twitter, o uso da palavra "Mandela" aumentou fortemente nas últimas 24 horas. http://trendistic.com/mandela/_24-hours

Os sul-africanos também usaram a rede social Facebook para manifestar sua preocupação.

"Tudo de bom para você! Espero que seu pai esteja ótimo!", escreveu uma pessoa na página de Facebook da filha de Mandela, Zinzi.

(Reportagem adicional de Peroshni Govender)

Tudo o que sabemos sobre:
AFRICADOSULMANDELAHOSPITALIZADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.