Hotel do dono do Bahamas é lacrado pela 3ª vez em SP

A Subprefeitura da Vila Mariana lacrou hoje, pela terceira vez neste ano, o Oscar''s Hotel, do empresário Oscar Maroni Filho. Também dono da boate Bahamas, o empresário está preso desde o dia 14 de agosto, acusado de favorecimento e exploração da prostituição, formação de quadrilha e tráfico de pessoas. O Tribunal de Justiça paulista havia concedido a autorização para o novo fechamento no fim do mês passado. Segundo o subprefeito da Vila Mariana, Fábio Lepique, o próximo passo é aguardar o processo que pede na Justiça a demolição do edifício. Para o subprefeito, este é um assunto que deve se prolongar. "Ele (Maroni) deve recorrer. É algo que vai legar algum tempo", informou.O hotel, erguido próximo a cabeceira da pista do Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, foi fechado pela primeira vez em 26 de julho, após o alvará de construção do prédio ter sido anulado. Maroni é acusado de conceder falsas informações à Aeronáutica e a Prefeitura para obter a autorização.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.