HRT eleva previsões de volumes na Namíbia

A petrolífera HRT informou nesta quinta-feira novas estimativas de volumes de recursos em áreas de licenças exploratórias na Namíbia, com base em um novo relatório.

Reuters

22 de novembro de 2012 | 21h17

Segundo comunicado, os novos dados elevaram para 7,4 bilhões de barris de óleo equivalente (boe) o volume de recursos potenciais prospectivos médios no país africano, que representam um acréscimo de cerca de 500 milhões de boe ao portfólio da HRT relatado em 2011.

De acordo com o relatório elaborado pela consultoria DeGolyer & MacNaughton (D&M), são 5,1 bilhões de barris de óleo e condensado (bbl) e 2,3 bilhões de boe de gás associado e gás não associado.

"Este estudo foi realizado utilizando dados sísmicos 3D de excelente qualidade, que a HRT levantou e processou durante 2011 e 2012, possibilitando uma melhoria significativa na análise dos volumes anteriormente reportados pela D&M", afirmou a empresa em nota.

O início da campanha de perfuração de até quatro poços exploratórios na Namíbia está previsto para o primeiro trimestre de 2013.

"Este novo relatório, feito pela D&M, com base nos nossos novos dados sísmicos 3D, nos dá mais confiança no potencial de óleo e gás em nossas licenças na Namíbia", afirmou o presidente da empresa, Marcio Rocha Mello, em comunicado.

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAHRTNAMIBIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.