Huckabee e Obama saem na frente e vencem prévias de Iowa

Mitt Romney ficou em segundo entre os republicanos e John Edwards entre os democratas.

Bruno Garcez, BBC

04 de janeiro de 2008 | 05h10

O senador democrata Barack Obama e o ex-governador republicano Mike Huckabee foram os vencedores da prévia de Iowa - a primeira data do calendário da eleição presidencial americana, que culmina com as eleições presidenciais de novembro.Obama é o primeiro negro a vencer uma prévia eleitoral e poderá se tornar o primeiro afro-americano a chegar à Casa Branca, caso continue sua trajetória de sucesso nas próximas etapas. Sua vitória foi impulsionada pelo forte comparecimento de jovens democratas às mais de 1.700 sedes da prévia em Iowa - locais como igrejas, escolas e edifícios públicos.Nas prévias, os eleitores americanos escolhem entre os pré-candidatos à Presidência de cada partido para determinar quem estará na disputa no pleito de novembro.RessonânciaO discurso de Obama encontrou forte ressonância junto ao eleitorado mais novo e os eleitores ditos independentes, ou seja, que não são ligados nem ao Partido Republicano nem ao Democrata.Ao longo de sua campanha, o candidato enfatizou a necessidade de os Estados Unidos retomarem a esperança e defendeu uma nova maneira de se fazer política no país, centrada mais em destacar feitos positivos do que em explorar falhas dos adversários. Obama também foi capaz de cooptar muitos jovens ao lembrar que ele foi o único entre os principais pretendentes democratas a ter votado contra a guerra do Iraque e ao frisar que pretende pôr fim ao conflito se chegar à Casa Branca. A vitória de Obama representa um revés para a senadora Hillary Clinton. A ex-primeira dama chegou a liderar a disputa em Iowa, mas foi gradualmente perdendo espaço para Obama e acabou chegando em terceiro lugar na prévia, ficando atrás do ex-senador John Edwards. A campanha de Hillary procurou enfatizar a suposta inexperiência de Obama, especialmente no que diz respeito a temas de política internacional. Mas mesmo tendo se apresentado como a candidata mais apta a conduzir seu país em um momento particularmente delicado para os Estados Unidos no cenário internacional, os eleitores pareceram preferir o discurso otimista do senador pelo Estado de Illinois. ''Diziam que este dia nunca chegaria, que nossos objetivos eram muito altos e que este país estava muito dividido. Vocês fizeram o que os céticos diziam que nós não poderíamos fazer. Vocês fizeram o que os Estados Unidos poderão fazer em 2008'', disse Obama, durante discurso realizado na noite de quinta-feira. OtimismoOtimismo e o dom de se insurgir contra forças adversas também foram a tônica da campanha de Mike Huckabee. Mas o vitorioso entre os republicanos, que é um ex-pastor batista, enfatizou também suas crenças religiosas e os valores familiares em sua campanha, tópicos que tendem a ser bem recebidos pelo eleitorado socialmente conservador de Iowa. Huckabee começou a se destacar nacionalmente graças aos bons desempenhos que teve nos debates com outros pré-candidatos republicanos exibidos em emissoras de TV. O candidato, que é criacionista e rejeita as teorias evolutivas de Charles Darwin, falou sem rodeios sobre, por exemplo, que não acredita que o homem descenda de primatas. O candidato acredita em uma interpretação literal da Bíblia. A campanha do ex-governador do Arkansas, nascido em Hope - também cidade natal do ex-presidente Bill Clinton - foi marcada por contar com um baixo orçamento, em especial se comparada com a de seu principal rival, o ex-governador pelo Estado de Massachusetts Mitt Romney, que gastou milhões em Iowa, mas acabou tendo de se contentar com o segundo lugar. Em referência ao rival, Huckabee afirmou durante seu discurso nesta quinta-feira que sua vitória provou que o ''poder do povo é mais forte que o poder do bolso'' e lembrando que, no início, ninguém acreditava que sua campanha fosse capaz de fazer frente à do rival, capaz de levantar 15 vezes mais recursos do que ele. Romney chegou a liderar a disputa em Iowa, foi ultrapassado por Huckabee nas últimas semanas, mas conseguiu reagir ligeiramente nos últimos dias de campanha.Propagandas negativasEm um esforço derradeiro, a campanha do ex-governador de Massachusetts exibiu uma série de propagandas televisivas contendo fortes críticas a Huckabee, entre elas a de que, quando administrou o Arkansas, Huckabbe concedeu uma série de indultos a criminosos de alta periculosidade. Historicamente, os moradores de Iowa têm aversão a campanhas negativas. Ciente disso, Huckabee usou de uma artimanha. Revelou para jornalistas um anúncio de sua campanha no qual Romney era acusado de ser desonesto, mas frisou que o comercial não iria mais ao ar. A imprensa criticou duramente a medida de Huckabee acusando-o de hipocrisia e de usar o incidente como uma jogada política que poderia selar a sua trajetória ascendente. Na noite desta quinta-feira, os republicanos de Iowa mostraram que as previsões catastróficas eram infundadas. A próxima prévia será em 8 de janeiro, em New Hampshire, e também é considerada chave na corrida pela Casa Branca. As eleições presidenciais americanas estão marcadas para novembro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.