Hungria diz ter recebido ameaça terrorista sobre Jogos de Inverno na Rússia

O Comitê Olímpico Húngaro disse nesta quarta-feira que recebeu uma carta com uma ameaça terrorista antes dos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi, na Rússia, em fevereiro, e que tem conhecimento de outros países que também receberam ameaças similares.

Reuters

22 de janeiro de 2014 | 08h24

O presidente do comitê, Zsolt Borkai, disse à agência nacional de notícias MTI que os húngaros consideram as ameaças sérias, notificaram o Comitê Olímpico Internacional e os organizadores russos dos Jogos. Ele acrescentou ter sido informado que outros comitês olímpicos receberam ameaças similares.

O secretário-geral do comitê da Hungria, Bence Szabo, disse ao jornal Nemzeti Sport que o COI também recebeu uma carta parecida, e acrescentou que uma investigação já está em andamento.

"A informação é verdadeira, infelizmente", disse Szabo. "Uma carta escrita em russo e inglês foi recebida na conta internacional de emails do comitê húngaro, ameaçando a delegação húngara em Sochi com atos terroristas. Eles também disseram que era melhor nós ficarmos em casa."

(Reportagem de Marton Dunai)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIASOCHIAMEACAHUNGRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.