Ibama embarga 3.790 hectares de terra durante operação

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) embargou em menos de 40 dias da operação "Onda Verde" 3.790 hectares de terras e aplicou mais de R$ 12 milhões em multas. Além disso, foram apreendidos 15 tratores, sendo quatro de esteira, cujo poder de destruição é grande, cinco caminhões e duas colheitadeiras, além de 70 toneladas de arroz.

FÁTIMA LESSA, Agência Estado

15 de março de 2013 | 18h58

A operação foi deflagrada em fevereiro pelo Ibama nos Estados do Pará, Mato Grosso, Rondônia e Amazonas com o objetivo de ocupar áreas da floresta Amazônica que são atingidas pelo desmatamento ilegal durante o ano.

Nos quatro Estados, foram definidos seis municípios estratégicos. Dois estão localizados em Mato Grosso: Juína e Sinop. Durante o feriadão de Carnaval, agentes ambientais flagraram dois tratores de esteira iniciando o desmatamento de uma floresta dentro do Projeto de Assentamento Tibagi, no município de Brasnorte (MT). Segundo informação coletada pelos agentes, um produtor rural residente no município vizinho, Campo Novo do Parecis, "comprou" dois lotes do assentamento com o objetivo de implantar lavoura de soja na área.

A operação continua até o final do ano e contará também com servidores de outros Estados. Desde a semana passada o Ibama conta com o apoio da Força Nacional. O superintendente do Ibama no Mato Grosso, Marcus Keynes, disse que o órgão está trabalhando com autos de infração eletrônicos. A expectativa do superintendente é de que com o uso destes equipamentos as multas sejam aplicadas com mais agilidade e precisão, revelando detalhes e as diretrizes corretas do local onde o crime foi praticado. Segundo ele, as informações precisas podem evitar que erros de posicionamento abram brechas para a apresentação de recursos judiciais que anulem a punição dias depois da autuação.

Tudo o que sabemos sobre:
ambienteIbamaembargooperação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.