Ibéricas no Brasil

Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinta Roriz e outras uvas da Península Ibérica só agora começam a ficar mais conhecidas em suas regiões de origem e já aparecem nos rótulos de pouquíssimos tintos brasileiros que, de modo geral, agradaram e prometem bastante. Um sopro de renovação num quadro monótono, dominado pelas ''cepas de sempre'', originárias normalmente da França e que podem ser encontradas em qualquer canto do mundo vinícola (Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay Sauvignon Blanc, Pinot Noir, etc, etc, etc). Nada contra as cepas tradicionais, mas variar um pouco é gostoso. Até pouco tempo, apenas especialistas em Portugal conheciam as uvas que entravam nos vinhos mais famosos, como Douro, Dão Alentejo e outras. Aos poucos, nomes até então obscuros começaram a ser comentados e foram encontrando caminho para os rótulos. Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz, Encruzado, Aragonês, Trincadeira, Alicante Bouschet, Baga, Antão Vaz, Arinto começaram a ser citadas em produtos de denominações famosas e tradicionais como Douro, Dão, Bairrada, Ribatejo, Alentejo, Bucelas e outros. Poucas dessas uvas foram exportadas, ''descobriram o Brasil'' e são mais do que bem-vindas. Já aparecem em produtos brasileiros: Touriga Nacional, Alfrocheiro, Alicante Bouschet e Tempranillo, chamada tinta Roriz ou Aragonês em Portugal. A Touriga Nacional nasceu no Dão e é considerada a mais fina na composição dos vinhos do Porto e do Douro. Ela aparece em outras zonas tradicionais. Entra exclusivamente em alguns varietais, mas costuma participar de composições, de cortes. Seu cultivo é difícil e seus vinhos, meio duros quando jovens. Nos cortes, uvas mais precoces podem deixar o produto mais interessante quando jovem. No Quinta do Seival aparece ao lado de duas uvas que não demandam tanto tempo, Alfrocheiro e Tempranillo. Os portugueses destacam o caráter floral da Touriga Nacional, muitas vezes evocando violetas, que também encontramos em seus vinhos nacionais, o que é ótimo. A Tempranillo é nascida na Espanha, mas é muito difundida em Portugal. Também está transmitindo boas qualidades aos seus vinhos brasileiros. Além dos vinhos comentados na coluna, agradou bastante o Miolo Fortaleza de Seival Tempranillo 2006 (R$ 27 na Casa Santa Luzia). DALL PIZZOL TOURIGA NACIONAL 2007 ONDE ENCONTRAR: VINHAS E VINHOS TELEVENDAS: 3717-3432 PREÇO: R$ 26,30 COTAÇÃO: 88/100 PONTOS Um vinho especial de uma casta portuguesa para comemorar os 200 anos da chegada da corte de Portugal ao Brasil. Um tinto de Bento Gonçalves, na serra gaúcha. A Dal Pizzol é uma empresa familiar que acertou neste produto, mostrando que a Touriga Nacional também está se adaptando à principal região vinícola do Brasil. O que chama a atenção neste vinho é sua tipicidade, uma vez que algumas das características da uva aparecem no aroma e na boca, principalmente o aspecto floral, evocando violetas. Aroma muito gostoso e potente.. Continuou gostoso na boca. Ainda muito novo, mas já dá muito prazer. Taninos macios, nada agressivos. Um tinto fresco, fácil de beber. Equilibrado. Álcool não de destaca. Algo vegetal e perfumado na boca. Aveludado. Deixa sensação gostosa na boca. 13% de álcool. ANGHEBEN TOURIGA NACIONAL 2004 ONDE ENCONTRAR: VINCI TELEVENDAS: 2797-0000 PREÇO: R$ 36,25 COTAÇÃO: 88/100 PONTOS O enólogo Idalécio Angheben é um nome respeitado no mundo do vinho do Rio Grande do Sul. Professor em Bento Gonçalves, ele plantou uvas em Encruzilhada do Sul, na Serra de Sudeste, perto da fronteira com o Uruguai. Este tinto tem alguns anos na garrafa, o que pode ter sido uma grande vantagem. Tinto evoluído, com taninos macios, mais do que pronto para o copo. Boa concentração de cor e alguns toques grenás, refletindo o tempo que passou na garrafa. Aroma gostoso, típico e relativamente intenso. Aparecem as sugestões florais, que persistem na boca. Fácil de beber, fresco, nada enjoativo. Não é dos mais concentrados e encorpados, mas é elegante, com álcool muito bem equilibrado. Sedoso, complexo e com um final dos mais atraentes, Sensação gostosa perdura na boca. 12,5% e álcool. LÍDIO CARRARO SINGULAR TEMPRANILLO 2006 ONDE ENCONTRAR: CASA SANTA LUZIA, AL. LORENA, 1.721, 3897-5000 PREÇO: R$ 53 COTAÇÃO: 87/100 PONTOS A Lídio Carraro se autodenomina "vinícola butique" e só faz vinhos com uvas próprias. Vinhedos principais no Vale dos Vinhedos, primeira indicação de procedência oficial de origem do Brasil. Também plantações em Encruzilhada do Sul, na Serra de Sudeste. de onde vem este tinto. A Tempranillo é a grande uva da Península Ibérica, onde assume vários nomes. É a principal da Rioja, de Ribera del Duero de Toro e de muitas outras regiões. Importante ainda em Portugal, notadamente na zona do Douro, onde é chamada de Tinta Roriz, e no Alentejo, onde se chama Aragonês. Impressionou mais no aroma, gostoso, floral, mas não dos mais intensos. Ainda jovem. Deve evoluir. Começou bem na boca, redondo, potente e intenso. Mas apresentou final um pouco rústico. Taninos meio ressecantes. 13,8% de álcool. QUINTA DO SEIVAL CASTAS PORTUGUESAS 2004 ONDE ENCONTRAR: LIQUOR STORE, TEL 3507-6222 PREÇO: R$ 61,20 COTAÇÃO: 90/100 PONTOS Da vinícola Miolo, pioneira no uso de uvas portuguesas, plantadas numa propriedade de Candiota, na zona de fronteira, bem perto do Uruguai. No caso, um corte em proporções iguais, de cepas mais usadas no Douro: Touriga Nacional, Alfrocheiro e Tinta Roriz . Um tinto de personalidade, já evoluído, mais do que pronto. Segundo a etiqueta, envelhecido em barricas de carvalho francês, que aparece nitidamente no aroma e na boca. Um vinho para quem gosta de toques de madeira, evocando baunilha e, principalmente, coco. Aroma potente e complexo, sem notas dominantes, como a floral que encontramos nos outros exemplares. Na boca, intenso, sedoso e complexo. Sem arestas, equilibrado e com bom corpo. Enche a boca e deixa nela uma impressão gostosa. 13% de álcool.

O Estado de S.Paulo

17 Julho 2008 | 03h47

Mais conteúdo sobre:
saul galvão vinhos ibéricas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.