IBGE: 17,8% das cidades fazem coleta seletiva do lixo

Do total de 5.564 municípios brasileiros, apenas 994 faziam coleta seletiva de seu lixo em 2008, ou apenas 17,86% do total. A informação é da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB), referente ao ano de 2008, divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O gerente da pesquisa, Antonio Tadeu de Oliveira, admitiu que o porcentual é pequeno, se comparado com o que é realizado neste sentido em outros países. "Mas podemos notar que, na pesquisa anterior, realizada em 2000, detectamos que apenas 451 municípios realizavam coleta seletiva", disse, acrescentando que, em oito anos, o Brasil apresentou uma melhora expressiva.

ALESSANDRA SARAIVA, Agência Estado

20 de agosto de 2010 | 13h50

A localidade que apresentou o maior número de municípios que realizavam coleta seletiva em 2008 foi a região Sul, com 454 cidades, seguida de perto pela região Sudeste (408 municípios); Nordeste (80 municípios) e Centro-Oeste (31 municípios). Em último lugar ficou a região Norte, com 21 municípios que realizavam coleta seletiva.

Pavimentação

O porcentual de municípios brasileiros que informaram possuir ruas pavimentadas saltou de 78,3% para 94,4% em oito anos, um crescimento de 20,6%, segundo dados do IBGE. De acordo com o gerente da pesquisa, o maior avanço em pavimentação de ruas em oito anos foi registrado na Região Norte, que apurou um crescimento de 82,4% no porcentual de municípios com ruas pavimentadas na área urbana. Ele explicou que aquela região tinha um número maior de ruas não pavimentadas, em relação a outras regiões - portanto, um potencial maior de crescimento no porcentual de pavimentação de ruas.

O avanço da região Norte foi seguido pelo aumento na região Nordeste, que apurou crescimento de 31,1% na variação porcentual do total de municípios com ruas pavimentadas, de 2000 para 2008. Em terceiro lugar está a região Centro-Oeste que teve 28,5% de aumento no porcentual de municípios com ruas pavimentadas, também em oito anos, seguido por elevações nas regiões Sudeste (12,4%) e Sul (5,4%). "As regiões Sul e Sudeste já tinham um bom cenário, em termos de ruas pavimentadas, por isso o patamar de crescimento é menos intenso (do que a região Norte)", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.