IBGE investiu R$ 1,2 bilhão no Censo 2010

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) investiu R$ 1,2 bilhão em 2010, o equivalente a US$ 4 por habitante, para chegar a resultados como a população de 190.755.799 revelada no XII Recenseamento Geral do Brasil.

WILSON TOSTA E FELIPE WERNECK, Agência Estado

29 Abril 2011 | 19h34

O número de habitantes aumentou quase 20 vezes desde o primeiro Censo realizado no País, em 1872. O trabalho envolveu cerca de 230 mil pessoas, sendo 191 mil recenseadores, que visitaram 67,5 milhões de domicílios em 5.565 municípios no período de 1º de agosto a 31 de outubro de 2010.

Os resultados preliminares de população haviam sido divulgados há cinco meses, e a diferença em relação aos números definitivos foi de apenas 0,01%, disse o presidente do IBGE, Eduardo Nunes - houve acréscimo de 23.105 pessoas no total de habitantes.

Durante a apresentação de hoje, Nunes citou a divulgação parcial esta semana do censo realizado na China e disse que o país oriental teve trinta vezes o número de recenseadores do Brasil, que divulgou mais resultados.

Um dos dados divulgados pelo IBGE foi a queda de 13,2% em uma década da densidade domiciliar no País. Trata-se da relação entre moradores nos domicílios ocupados e o número de domicílios, que caiu de 3,8 em 2000 para 3,3 em 2010. A maior densidade foi registrada na região Norte: 4 por domicílio.

Mais conteúdo sobre:
Censo 2010IBGEcusto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.