IBM paga US$ 20 milhões para pôr fim a processo nos EUA

Empresa era processada por induzir ao erro sobre custos de um plano de opções sobre ações emitido em 2005

Efe,

03 Junho 2008 | 01h50

A fabricante de computadores IBM concordou em pagar US$ 20 milhões para pôr fim a um processo impetrado por um grupo de acionistas que afirmava que a companhia induziu ao erro sobre os custos de um plano de opções sobre ações para empregados emitido em 2005.   Através de um comunicado, a companhia informou nesta segunda-feira, 2, do acordo alcançado, que chega depois que a Securities and Exchange Commission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários americana) determinou que a IBM violou uma lei federal, ao informar que os custos que implicava o investimento nesse plano eram maiores do que foram.   Tanto a SEC quanto os acionistas litigantes sustentavam que a IBM poderia ter manipulado artificialmente as expectativas sobre os resultados empresariais do primeiro trimestre de 2005.   Na ocasião, o então responsável de finanças da empresa, Mark Loughridge, forneceu dados sobre o custo das opções sobre ações em uma conferência perante analistas.   Embora a companhia sustente que não distorceu a informação dada aos acionistas, concordou em pagar US$ 20 milhões para acabar com o litígio, embora o acordo ainda esteja pendente da aprovação das autoridades competentes.

Mais conteúdo sobre:
IBM

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.