Ibovespa tem dia de alta e se aproxima dos 67 mil pontos

A bolsa brasileira registrou um dia de ganhos nesta quinta-feira, influenciada por dados positivos divulgados nos Estados Unidos e pela ausência de notícias negativas vindas da Europa, atingindo o maior nível desde 26 de abril de 2011.

ROBERTA VILAS BOAS, REUTERS

01 Março 2012 | 18h40

O Ibovespa subiu 1,52 por cento, a 66.809 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 6,52 bilhões de reais.

Nas bolsas de Nova York, o comportamento também foi de alta, com o índice Dow Jones com ganhos de 0,22 por cento, e o S&P 500 subiu 0,62 por cento.

"A bolsa foi basicamente puxada por dados dos EUA e ainda sob reflexo de ontem, com livro Bege e o PIB", afirmou o analista Luiz Gustavo Pereira, da UM Investimentos.

Nesta quarta-feira, foi divulgado que os novos pedidos de auxílio-desemprego caíram na semana passada, mantendo-se perto das mínimas em quatro anos.

Na véspera, o Livro Bege indicou que a economia norte-americana se expandiu modestamente em janeiro até meados de fevereiro. Já o dado do Produto Interno Bruto (PIB), dos EUA, indicou alta de 3 por cento no quarto trimestre.

Sobre a situação na Europa, Pereira ressaltou que há uma queda momentânea nas preocupações. "Deu uma acalmada nas notícias ruins e pelo menos no curto prazo, a Europa deve dar uma folga".

Entre as ações do Ibovespa, a maior alta foi registrada por JBS, com ganhos de 10,14 por cento, a 8,04 reais.

Porém, o setor que mais influenciou positivamente foi petróleo e gás, com a preferencial da Petrobras em alta de 2,34 por cento, a 24,88 reais, e OGX com ganhos de 1,06 por cento, a 17,18 reais, influenciadas pela alta nas cotações do petróleo em Nova York e Londres.

Vale também exerceu impacto positivo, com ganhos de 1,06 por cento, a 42,95 reais.

Na outra ponta, B2W teve a maior queda, de 4,27 por cento, a 10,53 reais, seguida por Gol, com recuo de 3,6 por cento, a 14,45 reais.

Também em baixa ficou a ação da Cia Hering, com perdas de 2,21 por cento, a 45,17 reais, após divulgar um lucro líquido de 105,2 milhões de reais no quarto trimestre de 2011, alta de 4,4 por cento ante igual período do ano anterior.

Mais conteúdo sobre:
BOVESPA FECHA FINAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.