Icahn diz que nunca oficializaria guerra contra Apple

O investidor ativista Carl Icahn, que está demandando que a Apple recompre mais ações, disse que não entraria em uma disputa oficial com a empresa para fazer pressão por seu pedido.

REUTERS

09 de outubro de 2014 | 14h22

"Nunca haverá uma disputa entre a Apple e mim", disse Icahn à rede CNBC, ressaltando que ele tem confiança no presidente-executivo da empresa, Tim Cook.

Pressionado a dizer o que poderia fazer se a Apple rejeitasse seu chamado para recomprar mais ações, Icahn disse que ainda seria amigo da empresa.

"Eu sou parceiro deles", afirmou.

(Por Svea Herbst-Bayliss)

Mais conteúdo sobre:
TECHAPPLEICAHN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.