Identificado em Londres o dino mais antigo

Pesquisadores descobriram nos corredores do Museu de História Natural de Londres aquele que pode ser o mais antigo dinossauro conhecido. O misterioso fóssil está há décadas no acervo do museu, mas só agora foi identificado que ele provavelmente era um dinossauro que viveu há cerca de 245 milhões de anos - de 10 a 15 milhões de anos a mais do que qualquer amostra anteriormente descoberta.

LONDRES, O Estado de S.Paulo

06 Dezembro 2012 | 02h02

A criatura Nyasasaurus parringtoni tinha mais ou menos o tamanho de um cão labrador. Ele deve seu nome ao lago Niassa, na África Oriental, e ao cientista Rex Parrington, da Universidade de Cambridge, que recolheu o fóssil próximo ao lago na década de 1930. "Foi o caso de olhar para o material com um par de olhos frescos", disse Paul Barrett, do Museu de História Natural. "Isso fecha uma lacuna nos registros fósseis e faz recuar a existência dos dinossauros."

Duas características no fóssil de Londres, junto com uma amostra semelhante do Museu Sul-Africano Iziko, na Cidade do Cabo, trazem fortes indícios de que o animal era um dinossauro.

Os tecidos ósseos do antebraço mostram marcas de crescimento rápido, comum em dinossauros, e também apresentam a chamada crista deltopeitoral alongada, que ancorava os músculos do antebraço, algo exclusivo dos dinossauros. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.