Idoso é agredido em terminal rodoviário de Jundiaí

Agenor Rodrigues, 75, porteiro do terminal rodoviário Vila Arens, em Jundiaí, interior de São Paulo, foi agredido na tarde de sábado por um casal que se recusou a pagar a passagem de uma criança de oito anos - a idade limite para a isenção é de cinco anos. A comprovação da agressão foi mostrada nesta Quarta-feira pela polícia, ao exibir um filme que mostrou a ação contra Agenor.

PAULO REDA, ESPECIAL PARA O ESTADO DE S. PAULO, Agência Estado

15 de agosto de 2012 | 20h05

A cena foi registrada por câmeras de segurança da Transurb, entidade responsável pela administração do terminal. Rodrigues foi levado ao Hospital São Vicente com ferimentos leves e já foi liberado.

Logo após a agressão, o casal ainda tentou fugir, mas foi capturado alguns minutos depois em outro terminal rodoviário da cidade. O caso foi registrado na Delegacia Seccional de Jundiaí como lesão corporal e os agressores responderão ao inquérito em liberdade.

As cenas filmadas mostram que a confusão começou depois que a mulher empurrou Rodrigues, que reagiu e tentou bater no homem. Na sequência, o casal passou a espancar o porteiro, que chegou a cair por duas vezes, antes de ser socorrido por funcionários do terminal.

A Guarda Municipal de Jundiaí divulgou nota na qual lamentou o episódio, mas reforçou que a responsabilidade pelo segurança no interior dos terminais urbanos da cidade é da Transurb. Destacou ainda que casos de violência como esse não são comuns nos terminais de transporte coletivo do município.

Mais conteúdo sobre:
idosoviolênciaJundiaí

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.