Idoso morre de enfarte durante assalto em SP

O representante comercial Aldo Borges, de 79 anos, morreu depois de ser amarrado por ladrões, nesta segunda-feira (14), na casa dele, no Belém, na zona leste de São Paulo. Cardíaco, ele sofreu um enfarte durante o assalto. Um dos bandidos, Anderson Ricardo Fernandes de Oliveira, de 33, foi preso ao voltar ao local horas depois do crime, para buscar o carro usado para chegar até lá. Outros dois suspeitos permaneciam foragidos até as 23h desta terça-feira (15).

WILLIAM CARDOSO, Agência Estado

16 de janeiro de 2013 | 09h34

Os bandidos dominaram Borges quando ele saía de casa para ir ao trabalho. O representante comercial, que vive sozinho, teve os pés e as mãos amarrados. O grupo fugiu no Hyundai i30 da vítima, levando dinheiro, relógios e tênis. A vítima costumava guardar grandes quantias de dinheiro em casa, mas a polícia não informou quanto foi levado.

Parentes do idoso tentaram falar com ele pela manhã, não conseguiram e estranharam o fato de ainda não ter chegado ao trabalho. Borges era bastante metódico e mantinha a rotina. Um dos filhos dele foi até o local e entrou na casa acompanhado de policiais. Eles encontraram o representante comercial amarrado. A vítima foi levada ao Hospital Santa Virgínia, onde morreu. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaSPidosomorto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.