IGP-M sobe 0,43% em março após deflação em fevereiro

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 0,43 por cento em março, ante variação negativa de 0,06 por cento em fevereiro, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira. Em 12 meses, o IGP-M avançou 3,23% e a taxa acumulada no ano é de 0,62%.

REUTERS

29 Março 2012 | 08h32

Dentre os componentes do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) avançou 0,42 por cento, após deflação de 0,26 por cento em fevereiro.

Segundo a FGV, contribuiu para a aceleração dos preços no atacado, medida pelo IPA, o índice relativo aos Bens Finais, que avançou 0,28 por cento em março depois de ter recuado 0,16 por cento em fevereiro.

Já o índice referente aos Bens Intermediários registrou ganho de 0,62 por cento, ante alta de 0,19 por cento no mês passado. Os preços das Matérias-Primas Brutas subiram 0,31 por cento, após queda de 0,95 por cento em fevereiro.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,48 por cento, após alta de 0,27 por cento no mês passado. A principal contribuição para o aumento da taxa do índice em março foi do grupo Habitação, cuja taxa passou de 0,32 por cento para 0,99 por cento.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou alta de 0,37 por cento em março, abaixo do resultado de fevereiro, de 0,42 por cento. O grupo Materiais, Equipamentos e Serviços mostrou alta de 0,42 por cento, ante 0,40 por cento no mês anterior. O índice que representa o custo da Mão de Obra desacelerou de 0,43 por cento para 0,32 por cento em março.

(Reportagem de Camila Moreira)

Mais conteúdo sobre:
MACROINFLACAOIGPMATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.