Igreja castrou jovens na Holanda

Após uma reportagem do jornal NRC Handelsblad denunciar no fim de semana que cerca de dez jovens sob o cuidado da Igreja Católica na Holanda, nos anos 1950, foram castrados como forma de combate à homossexualidade, o Parlamento do país abriu inquérito, anteontem. Um porta-voz da Igreja disse que a instituição colaborará com as investigações.

BRUXELAS, O Estado de S.Paulo

22 Março 2012 | 03h04

Ontem, novas evidências revelaram que um jovem de 20 anos que denunciou ter sido vítima de abuso sexual foi castrado em 1956. Ainda não se sabe se ele foi castrado como punição por ter feito a denúncia ou por ser alvo do "tratamento" para homossexualidade. "Esse caso é especialmente doloroso, porque diz respeito a um jovem que já havia sido vítima", disse Peter Nissen, professor de história da religião na Universidade Radboud.

Em 2010, cerca de 2 mil pessoas na Holanda revelaram que sofreram abusos em instituições da Igreja, ao longo do século 20. / AP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.