Império de Casa Verde aposta no universo dos sonhos

Quarta escola a desfilar no Grupo Especial do carnaval paulistano, a Império de Casa Verde traz ao Sambódromo do Anhembi um enredo sobre os sonhos que mudaram o mundo. Com "Sonhadores do mundo inteiro: uni-vos!", a agremiação aposta nos ideais de personalidades como Nelson Mandela, Martin Luther King, Bob Marley e Salvador Dalí, entre outros.

MARCIA CRISTINA DA SILVA, Estadão Conteúdo

15 Fevereiro 2015 | 02h53

O desfile da Império começa pela mitologia. Orfeu, Deus dos Sonhos, é o destaque do abre-alas. Mas a escola também vai falar do sonho infantil, dos contos de Monteiro Lobato e Walt Disney. Além disso, a agremiação vai homenagear o povo africano e o sonho de liberdade. E, para encerrar, a escola mostra a trajetória de Salvador Dalí, pintor espanhol famoso por seu trabalho surrealista.

Conhecida por apresentar alegorias grandiosas, a agremiação promete levar para a passarela do samba um tigre gigantesco, de quase 45 metros, no encerramento do desfile para concretizar o sonho de ser mais uma vez campeã do carnaval paulistano.

Fundada em 1994, a escola da zona norte de São Paulo foi vice-campeã do Grupo de Acesso em 2002 e bicampeã do Grupo Especial em 2006. Em 2014, a agremiação ficou em 8º lugar, com um enredo sobre sustentabilidade. Pelo quarto ano consecutivo, Valeska Reis é a rainha da bateria liderada pelo mestre Zoinho. Ana Beatriz Godoi é a musa da agremiação.

Confira o samba-enredo da Império de Casa Verde:

Vem sonhar

O sonho de um sonhador

Meu "Tigre" faz você acreditar

Que é possível ser criança

E a felicidade encontrar

Gira o carrossel da imaginação

Nada se explica, tudo se transforma

A realidade se funde à fantasia

Meu reino encantado toma forma

Dançar num baile tropical

Onde o faz de conta se encontra

Corações a mil

Dos sonhadores do universo infantil

Marley, celebra a paz

Zumbi, a liberdade

Mandela, igualdade e respeito

De verdade

Gênios da inspiração, artistas imortais

Um "salvador daqui" me diz:

"Os sonhos não morrem jamais"

A arte de Sampa e suas esquinas, reluz a criação

"Alguma coisa acontece no meu coração"

É Carnaval!

Desperta a emoção

No paraíso da loucura

De Pamplona a João

Brilha uma estrela

"O meu sonho de ser campeão"

A Casa Verde é alegria, amor

Se o Império me chamar...eu vou

O dono dessa folia, sou eu

Embala eu...Embala eu

Mais conteúdo sobre:
CarnavalImpério de Casa Verde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.