Imunologista Júlio César Voltarelli foi pioneiro em pesquisa

O imunologista Júlio César Voltarelli, um dos mais importantes pesquisadores na área de células-tronco do Brasil, morreu anteontem, aos 63 anos de idade, em consequência de complicações de um transplante de fígado. O cientista, que tinha hepatite tipo C, passou pela cirurgia na semana passada, no Hospital Santa Isabel, em Blumenau (SC).

ESTADÃO.COM.BR, O Estado de S.Paulo

23 Março 2012 | 03h08

Voltarelli era professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP) e foi pioneiro no País nas pesquisas com células-tronco - principalmente para o tratamento de diabete tipo 1 e outras doenças autoimunes, como lúpus. Seus estudos foram publicados em periódicos científicos de relevância internacional.

A prefeitura de Ribeirão Preto decretou luto oficial de três dias. O corpo do cientista foi velado ontem, no Espaço Cultural do câmpus Ribeirão Preto da USP. O sepultamento estava previsto para ocorrer na cidade de Cedral, na região de São José do Rio Preto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.