Incêndio destrói boa parte da mata da Serra da Canastra

Um incêndio que já entra no segundo dia está destruindo boa parte da vegetação do Parque Nacional da Serra da Canastra, no município de São Roque de Minas, na região centro-oeste do Estado. De acordo com a administração do parque, o fogo já consumiu mais de 1,5 mil hectares de mata, equivalentes a 15 milhões de metros quadrados, e as chamas continuam fora de controle.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

08 de setembro de 2012 | 17h05

Segundo o administrador do parque, Darlan de Pádua, 37 brigadistas trabalham no combate ao incêndio com auxílio de duas aeronaves do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e duas cedidas pelo governo mineiro. Por causa da queimada, o local permanecerá fechado para visitação durante todo o fim de semana e, de acordo com Pádua, a expectativa é de que apenas nesta segunda-feira seja possível reabri-lo.

Além da Serra da Canastra, queimadas também destroem a vegetação em áreas de preservação em Extrema, no sul de Minas, e Bonito de Minas, no norte do Estado, além dos parques Biribiri, em Diamantina, no Vale do Jequitinhonha; Rio Doce, em Timóteo, no Vale do Aço mineiro; e Verde Grande, em Matias Cardoso, também no norte. O combate às chamas é feito por homens do Corpo de Bombeiros e brigadistas. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe), apenas este ano já foram registrados 3.218 focos de queimadas em matas no Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
Canastraincêndioparque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.