Incêndio destruiu pelo menos 150 barracos em Santos

Pelo menos 150 barracos foram destruídos por completo ontem, entre as 17 horas e 23h30, após um incêndio atingir a Favela Vila Telma, na região noroeste de Santos, litoral sul paulista.

RICARDO VALOTA, JULIA BAPTISTA E REJANE LIMA, Agência Estado

11 de maio de 2010 | 07h51

O fogo, que supostamente começou após um curto-circuito dentro de um dos barracos, foi combatido por dez equipes dos bombeiros, auxiliadas por brigadas de empresas como Sabesp, Codesp e Petrobras. Segundo os bombeiros, não houve feridos, mas a prefeitura informou que 15 pessoas, a maioria em estado de choque e algumas intoxicadas pela fumaça, foram atendidas no pronto-socorro da região.

O receio dos bombeiros era de que o fogo se espalhasse ainda mais e atingisse da a Favela do Mangue Seco, que é separada da Vila Telma por um canal. Isso, no entanto, não ocorreu. Há 16 anos 414 famílias moram em palafitas de madeira construídas sobre o dique da Vila Gilda.

De acordo com a prefeitura, quem não tiver como se transferir para casas de amigos ou parentes será acomodado em alojamentos ao lado de um galpão da escola de samba Unidos da Zona Noroeste ou será encaminhado para o Centro Comunitário São José. No caso das famílias que decidirem ficar na casa de parentes e amigos, a prefeitura concederá um auxílio-moradia temporário.

Tudo o que sabemos sobre:
incêndiofavelabarracosSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.