Incêndio em casamento mata pelo menos 41 no Kuwait

Outras dezenas de pessoas ficaram feridas; Ministério do Interior afirma que número de mortos deve aumentar.

BBC Brasil, BBC

15 Agosto 2009 | 20h39

Serviços de emergência do Kuwait informaram que pelo menos 41 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas devido a um incêndio em uma festa de casamento no interior do país.

O incêndio começou na noite de sábado em uma das tendas usadas na festa. Mulheres e crianças celebravam o casamento em Al-Jahra, que fica a oeste da capital, Cidade do Kuwait.

Muitas pessoas foram pisoteadas devido ao tumulto causado pelos que tentavam fugir do incêndio e, segundo um porta-voz do Ministério do Interior, o número de mortos pode aumentar.

O porta-voz acrescentou que as autoridades tiveram dificuldade em retirar os feridos devido ao grande número de familiares ansiosos, que buscavam informações no local do incêndio.

A causa do incêndio ainda não foi determinada e a investigação já começou.

Comemoração separada

As festas de casamento no Kuwait ocorrem de forma separada para homens e mulheres, que ficam em locais diferentes, as crianças participam da festa junto com as mulheres. A festa em Al-Jahra tinha apenas mulheres e crianças entre os convidados.

Quatro equipes de bombeiros foram enviadas para o local do incêndio na noite de sábado além de muitas ambulâncias que levaram as dezenas de feridos para o hospital, alguns em estado grave.

O diretor-geral do Departamento de Bombeiros do Kuwait, major general Jassem al-Mansouri, disse à agência de notícias Kuna que as equipes de resgate ainda estão procurando por mais mortos e feridos em meio aos escombros e objetos carbonizados.

Mansouri também afirmou que o "número de vítimas deve aumentar devido ao grande número de feridos como resultado do tumulto que ocorreu logo depois do início do incêndio na tenda, que estava lotada".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
kuwaitincêndiocasamentomortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.