Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Incêndio em tanques de combustível em Santos chega ao quarto dia

Um incêndio em uma unidade de armazenamento de combustível perto do porto de Santos, o maior do país, chegou ao quarto dia neste domingo, com 110 bombeiros ainda trabalhando para combater as chamas e impedir que se espalhem, informou o Corpo de Bombeiros.

REUTERS

05 Abril 2015 | 14h26

Seis tanques de combustível da Ultracargo, empresa do Grupo Ultra, foram atingidos pelo incêndio que começou na quinta-feira de manhã, provocando uma enorme coluna de fumaça escura. Três tanques ainda estavam queimando neste domingo, segundo os bombeiros e a Ultracargo.

Os bombeiros disseram que não há muito o que possam fazer para extinguir as chamas até que todo combustível seja consumido. O foco do trabalho das equipes é resfriar os tanques próximos para impedir que o fogo se espalhe.

O tráfego foi desviado em torno do local, bloqueando uma das rodovias para o porto.

Caminhões que transportam soja e outras commodities ainda podiam acessar o terminal por meio de uma segunda rodovia, de acordo com uma porta-voz do porto de Santos. Ela acrescentou que apenas duas docas estavam fora de serviço devido ao incêndio, enquanto outras 53 permanecem operando normalmente.

(Reportagem de Walter Brandimarte)

Mais conteúdo sobre:
GERALSANTOSINCENDIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.