Incêndio paralisa aulas em universidade do Rio

Um incêndio que atingiu hoje sete andares da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) paralisou as aulas e destruiu parte da memória da criação dos cursos de Pós-Graduação e das pesquisas da instituição. O fogo também paralisou serviços do Centro de Operações da Informação e Comunicação do Estado (Proderj), como o sistema de folha de pagamentos, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RJ) e das Delegacias Legais. As aulas deverão ser retomadas na segunda-feira, de acordo com a reitoria."O incêndio afetou dramaticamente as sub-reitorias de Pesquisa e Pós-Graduação e de Graduação, para nossa tristeza. Não são as teses ou históricos de alunos, que têm back up, mas são os documentos de criação do curso. É a memória da nossa universidade", lamentou o reitor, Nival Nunes de Almeida. O custo estimado para recuperar apenas a parte do Proderj, de acordo com o secretário de Ciência e Tecnologia, é de cerca de R$ 4 milhões. Para recuperar as salas da universidade que foram atingidas, bem como a parte elétrica, hidráulica e o sistema de internet ainda não há estimativa de custo. De acordo com o reitor, o governador Sérgio Cabral (PMDB) afirmou que vai liberar recursos emergenciais para recuperar a universidade. A causa do incêndio ainda não foi detectada. A suspeita é de que faíscas de uma solda usada numa obra no 5º andar da universidade, na Faculdade de Engenharia, tenha provocado o incêndio. O laudo com as conclusões da perícia deverá ser divulgado em até 30 dias.P

TALITA FIGUEIREDO, Agencia Estado

03 de outubro de 2007 | 15h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.