Incêndio pode ter destruído até 30% de mercado gaúcho

O incêndio na noite de sábado pode ter destruído de 10% a 30% das instalações do Mercado Público de Porto Alegre, de acordo com avaliação informal de peritos, que entraram no prédio na manhã deste domingo. Eles vão investigar as causas que deram origem ao fogo, mas ainda não têm qualquer pista. O secretário da Segurança Pública, Airton Michels, descartou apenas a hipótese de incêndio criminoso.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

07 de julho de 2013 | 17h09

As análises iniciais indicam que parte das lojas de três quadrantes do piso superior, onde funcionam restaurantes, foram total ou parcialmente danificadas pelo fogo. A maioria das 111 lojas fica no piso térreo e não foi atingida pelas chamas. O prefeito José Fortunati (PDT) disse que vai aproveitar viagem que tem para Brasília nesta segunda-feira para pedir ajuda do governo federal para reconstrução da parte destruída.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.