Incêndios no HC foram criminosos, indica laudo do IPT

Dois laudos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) divulgados hoje comprovaram que os incêndios ocorridos no Hospital das Clínicas nos dias 24 de dezembro do ano passado e 23 de janeiro desse ano foram criminosos. Os documentos indicam que pelo menos uma pessoa teve participação nos incêndios. A polícia de São Paulo também investiga o caso. No primeiro incêndio, segundo o IPT, foram encontrados cabos elétricos cortados, o que, segundo o laudo, "permite concluir que tais fatos consistem na causa mais provável do inicio do fogo". Por causa deste incêndio, mais de 4 mil consultas tiveram de ser reagendadas. O IPT afirma, no entanto, que não foram encontrados indícios de que algo foi usado para acelerar o incêndio e, logo, "não se pode comprovar que o incêndio foi deliberadamente provocado". No segundo incidente, em um depósito, foram encontrados vestígios do uso de álcool, o que "faz concluir que o incêndio foi deliberadamente provocado".

FABIANE LEITE, Agencia Estado

14 de março de 2008 | 17h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.