Incêndios nos EUA podem ser resultado de aquecimento global

O aumento no número de grandes incêndios no oeste dos Estados Unidos, nos últimos anos, pode ser resultado do aquecimento global, segundo pesquisadores. Uma análise de dados a partir de 1970 indica que os incêndios aumentaram "repentina e dramaticamente" nos anos 80, e a temporada aumentou, de acordo com os cientistas no Arizona e na Califórnia. "O aumento nos grandes incêndios parece ser outra parte de uma cadeia de reações ao aquecimento do clima", disse Dan Cayan, co-autor do estudo e diretor do divisão de pesquisa climática da Instituição Scripps de Oceanografia.Ele disse que, enquanto parte do aumento pode ser atribuída às flutuações naturais, evidências também o relacionam com os efeitos do aquecimento climático, induzido pelos humanos.A preocupação dos cientistas com a quantidade de dióxido de carbono liberada na atmosfera pela queima de combustíveis fósseis se tornou crescente nos últimos anos. As temperaturas médias ao redor do mundo subiram neste século como resultado do que muitos acreditam ser efeito dessa poluição.Os pesquisadores usaram os arquivos do Serviço Florestal e do Serviço do Parque Nacional americanos para analisar 1.166 incêndios de mais de 400 hectares. Suas descobertas foram publicadas na edição online desta quinta-feira da revista Science. Começando perto de 1987, houve uma mudança de incêndios pouco freqüentes com duração média de uma semana, para outros mais freqüentes, que normalmente queimavam por cinco semanas ou mais, eles reportaram. A duração da temporada de incêndios foi estendida em 78 dias.Os pesquisadores disseram que as mudanças parecem estar ligadas às temperaturas anuais de primavera e verão, com muito mais incêndios nos anos mais quentes do que nos mais frios.Eles também encontraram uma conexão entre a chegada adiantada do derretimento do gelo na primavera nas regiões montanhosas e a incidência de grandes incêndios florestais. Um derretimento adiantado, disseram, pode levar a uma temporada seca adiantada e mais longa, que fornece maiores oportunidades para grandes incêndios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.