Incra aprova normas para regularizar terra em fronteira

O presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Rolf Hackbart, anunciou em Curitiba que a direção nacional do órgão aprovou normas para regularização rápida de títulos de propriedades na faixa de fronteira. O Paraná é o Estado que possui mais processos - cerca de 35 mil. Ele também assinou convênio de quase R$ 20 milhões para a contratação de técnicos agrícolas que darão assistência aos assentamentos até 2011. Hackbart disse que quer que esse convênio sirva de modelo para o restante do País. Também anunciou a liberação de R$ 7 milhões para regularização de pequenas propriedades em regiões de baixo índice de desenvolvimento humano no Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.