Índice europeu de ações têm pico em 12 semanas após acordo da UE

As bolsas de valores da Europa fecharam no maior patamar das últimas 12 semanas nesta quinta-feira, com os bancos em disparada, depois que líderes da União Europeia (UE) fecharam um acordo para ajudar a resolver a crise de dívida da zona do euro, tranquilizando investidores.

REUTERS

27 Outubro 2011 | 13h57

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 encerrou em alta de 3,6 por cento, para 1.018 pontos. É o maior nível de fechamento desde 3 de agosto.

O índice do setor bancário saltou 8,9 por cento.

Os bancos franceses, que têm alta exposição à dívida de economias periféricas da zona do euro, tiveram uma das maiores valorizações. Suas ações vinham sofrendo nos últimos meses, pelo temor de que um eventual default da Grécia resultasse em uma crise bancária. BNP Paribas e Crédit Agricole dispararam 17,3 e 22,7 por cento, respectivamente.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 2,89 por cento, a 5.713 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 5,35 por cento, para 6.337 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 6,28 por cento, para 3.368 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 5,49 por cento, para 16.954 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 4,96 por cento, para 9.270 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 2,61 por cento, para 5.992 pontos.

(Reportagem de Brian Gorman)

Mais conteúdo sobre:
BOLSAEUROPA FECHA ATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.