Índice europeu diminui ganhos com queda de ações italianas, mas fecha em alta

O índice de ações europeu diminuiu os ganhos nesta terça-feira, influenciado pela queda de ações da Itália e pela fraca abertura em Wall Street, mas ainda fechou em alta, apoiado pela força das empresas de telecomunicações.

ALISTAIR SMOUT, REUTERS

11 Novembro 2014 | 16h11

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou em alta de 0,30 por cento, a 1.358 pontos.

As ações UniCredit caíram 3,3 por cento, a maior queda do índice italiano FTSEMib. O índice do setor bancário FTSE Italia All-share Banks caiu 12 por cento desde o início de outubro.

"Há uma fraqueza intrínseca aos bancos italianos e o desempenho econômico abaixo do esperado está mantendo o setor sob pressão", disse o chefe de negociações da TJM Partners, Manoj Ladwa.

O setor de telecomunicações STOXX Europe Telecomunications subiu 2,2 por cento, o maior ganho setorial.

A alta foi impulsionada pela Vodafone, que subiu 5,4 por cento depois elevar sua projeção de lucro. A empresa divulgou uma forte melhora na principal medida de receita trimestral, ajudada pela melhora na demanda em seus grandes mercados europeus.

Outras ações do setor também subiram, com Orange, KPN e Deutsche Telecom subindo entre 1,8 e 4,1 por cento.

"O ambiente é favorável para empresas de telecomunicação, com a melhora da tecnologia apoiando receitas", disse o diretor geral da LONTRAD, Zeg Choudhry.

As ações do grupo de consumo alemão Henkel subiram 4,6 por cento depois que a empresa divulgou lucro trimestral melhor que o esperado e elevou a projeção para o resultado do ano.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,24 por cento, a 6.627 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,18 por cento, a 9.369 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,50 por cento, a 4.244 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib regrediu 0,02 por cento, a 19.255 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,64 por cento, a 10.338 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desceu 0,06 por cento, a 5.238 pontos.

Mais conteúdo sobre:
EUROPA FECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.