Indiciado pai que foi filmado agredindo filha em MS

Homem, de 29 anos, disse que estava nervoso com a filha por ela ter estragado a pintura da geladeira

Gheisa Lessa, estadão.com.br

17 Abril 2012 | 16h43

SÃO PAULO - Um casal foi indiciado nesta terça-feira, 17, por lesão corporal dolosa e violência doméstica contra uma menina de 9 anos, em Campo Grande, após uma denúncia anônima. Imagens registraram o pai da garota, de 29 anos, agredindo a criança. O homem foi preso no bairro Mário Covas em flagrante e a madrasta da garota responde pelos crimes em liberdade. O vídeo foi entregue na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e Adolescente (DEPCA) na última sexta-feira, 13. As imagens mostram o homem usando um chinelo para bater na filha.

Agentes foram enviados ao local onde o casal mora, no bairro Mário Covas, para investigar o caso. Após conversar com vizinhos e conhecidos da região, os policiais confirmaram as agressões. Os investigadores, então, detiveram o pai da criança por volta das 15h.

Em depoimento, o pai disse que estava nervoso com a filha por ela ter estragado a pintura da geladeira da casa onde moravam. E que as agressões seriam uma maneira de educar a criança.

De acordo com a polícia, a menina morava com os pais até que o casal se separou. A criança ficou durante dois anos sob os cuidados da avó paterna para, então, voltar a morar com o pai, que mantinha relacionamento com a atual companheira. Segundo a Regina Márcia, a menina chamava a madrasta de "mãe". A criança está sob os cuidados da avó.

Mais conteúdo sobre:
agressãoMScriança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.