Índio é espancado até a morte por três jovens em MG

Um índio da aldeia Xacriabá foi espancado até a morte por três jovens, entre eles dois menores de idade, na madrugada de ontem na cidade de Miravânia, norte de Minas Gerais. Segundo a Polícia Civil, o índio Avelino Nunes Macedo, de 25 anos, foi seguido pelos jovens depois de sair de uma festa realizada em um ginásio. Os agressores disseram que queriam apenas dar um "susto" no índio e deixá-lo nu.Edson Gonçalves Costa, de 18 anos, Gilvando Pinheiro de Oliveira, de 16 anos, e Vagner Silva Rodrigues, de 15 anos, confessaram as agressões mas alegaram que não tinham a intenção de matar a vítima. As agressões que levaram à morte do índio foram motivadas por um "esbarrão" durante a festa. Eles também confessaram que haviam tomado bebidas alcoólicas.De acordo com o delegado da cidade de Manga, Airton Alves Almeida, os três foram autuados por homicídio qualificado, por motivo fútil. "O índio deu um esbarrão natural em um dos menores, o Gilvando. Então na saída resolveram tirar a roupa dele, que estava com uma calça comprida e uma blusa", contou o delegado. O agredido tentou reagir, mas foi derrubado e agredido a pauladas, socos e pontapés.

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

17 de setembro de 2007 | 19h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.