Índios lutam por voz em desenvolvimento da América Latina

Na data em que se comemora o Dia Internacional da ONU para os Povos Indígenas, entidades denunciam violações de seus direitos.

BBC Brasil, BBC

09 de agosto de 2012 | 05h48

Dia Internacional dos Povos Indígenas

Entidades internacionais alertaram sobre as violações de direitos humanos sofridos por povos indígenas na data em que se comemora o Dia Internacional da ONU para os Povos Indígenas, nesta sexta-feira.

Em um relatório publicado na véspera, a organização de direitos humanos Anistia Internacional diz que os governos de todo o continente americano dão prioridade ao desenvolvimento econômico em detrimento dos direitos dos povos indígenas.

A entidade faz campanha para que os governos sejam obrigados a consultar as comunidades indígenas sobre projetos de desenvolvimento que possam afetar suas vidas.

O documento cita exemplos de grandes obras, como estradas e hidrelétricas, construídas em diversos países sem que os governos consultassem os povos afetados.

A entidade pede que os governos tomem medidas concretas para que "se evitem novas violações dos direitos humanos" dos indígenas no continente.

Calcula-se que 370 milhões de indígenas vivam em mais de 90 países.

Muitos desses povos enfrentam pobreza extrema, desemprego, discriminação e, muitas vezes, falta de acesso a direitos básicos.

Segundo a OIT (Organização Internacional do Trabalho), apesar de alguns progressos recentes, "muito ainda precisa ser feito" para que esses povos tenham acesso a trabalho e justiça social. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.