Indústria de SP corta 3,5 mil vagas em maio

O emprego na indústria paulista diminuiu 0,69 por cento em maio sobre abril, equivalente ao fechamento de 3.500 vagas, segundo dado com ajuste sazonal divulgado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) nesta quarta-feira.

REUTERS

17 Junho 2009 | 11h48

Sem ajuste sazonal, o emprego no setor apresentou queda de 0,17 por cento.

No acumulado do ano, o setor fechou 46 mil vagas, variação negativa de 2,03 por cento.

Dos 22 sindicatos pesquisados pela Fiesp, 14 relataram demissões em maio, 7 informaram contratações e 1 apontou estabilidade do emprego.

Entre os setores, o de Metalúrgica liderou as demissões no mês com queda de 1,8 por cento, seguido por Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos, com recuo de 1,2 por cento.

Por outro lado, o destaque de alta foi Fabricação de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis, com crescimento do emprego de 3,1 por cento.

Outra pesquisa realizada pela Fiesp indicou que o empresário do setor manteve-se otimista no início de junho, mas menos que no mês passado.

O Sensor --indicador antecedente que visa avaliar a tendência da indústria no mês corrente-- caiu para 50,8 pontos na primeira quinzena junho ante 51,4 pontos no fechamento de maio. Apesar da queda, a leitura ficou acima da marca de 50, que divide o pessimismo do otimismo.

Já o componente de emprego manteve-se negativo apesar da ligeira alta para 48,9 pontos na abertura do mês, ante 48,3 pontos em maio.

(Reportagem de Vanessa Stelzer; Edição de Aluísio Alves)

Mais conteúdo sobre:
MACROBRFIESPATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.