Indústria usou agricultores do País em lobby, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) vai denunciar o uso de agricultores brasileiros para atuar como lobistas em defesa dos interesses da indústria do cigarro. Hoje, Dia Mundial sem Tabaco, a OMS publica informações sobre o lobby feito pela indústria do cigarro para frear leis, ameaçar governos e abrir ações nos tribunais contra países. No Brasil, a OMS afirma ter evidências documentadas de que a indústria convenceu agricultores a apoiar a posição de que cigarro com sabor não atrai crianças.

O Estado de S.Paulo

31 Maio 2012 | 03h11

Em março, a Anvisa acabou tomando a decisão de proibir esse tipo de produto, dando 18 meses para que o cigarro fosse retirado de circulação.

Segundo a OMS, porém, a indústria multinacional se utilizou dos agricultores brasileiros para tentar pressionar a presidente Dilma Rousseff. Em fevereiro, uma carta foi enviada pela Associação de Produtos de Tabaco à presidente, alegando que a OMS havia concluído que aditivos e sabores em cigarros não estavam atraindo menores. Segundo a OMS, a Casa Civil decidiu consultar a agência dd ONU - que desmentiu a carta. / JAMIL CHADE, DE GENEBRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.