Infecção causa morte de passageira de navio em SC

O Hospital Santa Inês, de Balneário Camboriú (SC), divulgou o relatório dos procedimentos médicos adotados na paciente mineira Jane Botelho, de 58 anos, morta no sábado. De acordo com a nota, Jane deu entrada no hospital na manhã de quarta-feira, horas depois de desembarcar do navio Costa Mediterranea, no litoral de Santa Catarina. Ela morreu de infecção generalizada de ?origem obscura?, segundo relatório assinado por Gustavo Deboni, médico-assistente, e pelo coordenador da UTI, Nelson Barrichello.Ela foi internada na UTI com insuficiência respiratória e disfunção circulatória. A equipe foi informada pelo médico particular da paciente que Jane tinha histórico de cirrose hepática e que estava em uso de corticosteroides (antibiótico). Os médicos optaram, então, por fazer a abertura do abdome da paciente na quinta-feira. A cirurgia mostrou o fígado de Jane acometido por cirrose hepática e aumento de glóbulos brancos por causa da infecção. A Costa Cruzeiros, proprietária do navio Costa Mediterranea, onde Jane fazia uma viagem pelo litoral sul do Brasil, esclareceu que prestou atendimento médico emergencial à passageira. Informou que a urgência do caso em alto-mar fez com que fosse antecipado em uma hora o desembarque na costa catarinense. O navio se encontrava entre Punta del Este, no Uruguai, e Porto Belo. A empresa informou que a família terá assistência integral. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.