Infra-estrutura de banda larga cresce 20% no Brasil em 2006

O número de cidades atendidas por redes banda larga no Brasil, seja via companhias de telefonia ou de TV a cabo, cresceu 20% em 2006 em relação ao ano anterior, para 1.923 municípios, de acordo com pesquisa divulgada na quarta-feira, 31. Segundo o levantamento "Atlas Brasileiro de Telecomunicações 2007", organizado pelo grupo editorial Converge com dados recolhidos até novembro de 2006, essa cobertura significa que conexões de internet de alta velocidade podem ser contratadas por 72,4% da população brasileira, ou 135,8 milhões de pessoas. Apesar disso, o número de assinantes com acesso rápido à internet em suas casas no País é de 5 milhões, segundo a pesquisa. O dado não inclui acesso em banda larga em empresas. O estudo indica que o acesso rápido à web cresceu 660% no país nos últimos três anos. Em 2003, apenas 231 cidades brasileiras tinham serviços banda larga oferecidos a residências. As operadoras de telefonia, que utilizam tecnologia ADSL em seus serviços banda larga, tinham até outubro do ano passado 3,9 milhões de assinantes, enquanto as de TV a cabo possuíam 1,1 milhão de clientes de acesso rápido à web. "A diferença de eficiência entre o cabo e o ADSL, contudo, diminuiu de 2005 para 2006, o que mostra que as operadoras de TV por assinatura estão mais agressivas", aponta o levantamento. A operadora com maior cobertura em número de cidades é a Brasil Telecom, que atua nas regiões Sul, Centro-Oeste e parte do Norte. A companhia tem rede de acesso rápido em 1.274 cidades, chegando a 24,61% da população em sua região. Em 2005 eram 1.061 municípios. Já a Telemar registra a maior disponibilidade de banda larga, com serviços que podem ser acessados por 31,23% da população de sua região, que se estende do sudeste até o norte do País. A empresa tem serviços banda larga em 221 cidades, número maior que os 160 municípios de 2005. No cabo, a Net não apresentou crescimento de 2005 a 2006 em número de cidades atendidas, segundo o estudo, permanecendo em 12 municípios e com uma disponibilidade de serviços de 26,11% da população de sua região.

Agencia Estado,

01 Fevereiro 2007 | 15h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.