Infraero: atrasos nos vôos do País caem para 17,6%

Caiu o índice de vôos com atraso superior a uma hora nos aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Segundo o boletim das 11 horas de hoje, 104 dos 590 vôos agendados desde a zero hora apresentaram atrasos, o equivalente a 17,6% do total. Outros 37 vôos (6,3%) foram cancelados. A situação é tranqüila em São Paulo. No aeroporto de Congonhas, na capital paulista, apenas 3 vôos tinham atrasos, de 48 programados, um índice de 6,3%. A taxa de cancelamentos, no entanto, era alta, com 12 vôos, ou 25% do total. No Aeroporto Internacional de Guarulhos, 9 de 116 vôos estavam com atraso superior a uma hora (7,8% do total). Apenas um vôo foi cancelado em Cumbica (0,9%).No Rio de Janeiro, o Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão mostrou piora em relação à última hora: o índice de atrasos está em 20%, com 13 vôos em 65 agendados. Outros 5 vôos (7,7%) foram cancelados. No Santos Dumont, não foi registrado atraso em nenhum dos 8 vôos programados até as 11 horas e 1 foi cancelado (12,5%).Se no Rio, a situação piorou, em Brasília as operações apresentaram melhora. O índice de atrasos caiu para 25,5%, com 12 vôos fora do horário, em 47 previstos. Apenas 2 foram cancelados (4,3%). Em Confins, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), o aeroporto Tancredo Neves mostrava 6 vôos atrasados em mais de uma hora (24% dos 25 vôos previstos) e 3 cancelados (12%).No Nordeste, com exceção feita a Salvador (BA), com índice de atrasos de 12,5%, e de Recife (PE), com 9,5%, a situação ainda é ruim. Os índice de atrasos são: Aracaju (42,9%), Fortaleza (43,3%), João Pessoa (50%), Maceió (36,4%), Natal (46,7%) e Teresina (66,7%).

AE, Agencia Estado

23 de dezembro de 2007 | 11h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.