Infraero registra 407 cancelamentos

O números de cancelamentos superou o de atrasos nos aeroportos do País entre zero e 22 horas desta sexta-feira. De 1.767 vôos, 407 foram suspensos, 23% do total, e 81 atrasaram mais de uma hora (4,6%). O Aeroporto de Congonhas, localizado na sul da capital paulista, respondeu por boa parte desses cancelamentos. Foram 100 em 261 vôos (38,3%). Em contrapartida, houve apenas um atraso. Os dados são da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). No Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, 7 dos 215 vôos programados sofreram atrasos (3,3%) e outros 25 foram suspensos (11,6%). O alto índice de vôos cancelados se repetiu nos aeroporto Galeão e Santos Dumont, no Rio. O primeiro teve 33 em 176 vôos (18,8%) - além de 15 atrasos (8,5%), e o segundo, 31 em 70 vôos (44,3%) - com apenas três atrasos (4,3%). Em Brasília, o Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek registrou 27 cancelamentos (19,1%) e 6 atrasos (4,3%) em 141 vôos. No Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, no Paraná, de 93 vôos, 24 foram cancelados (25,8%) e 4 partiram fora do horário previsto (4,3%). O Aeroporto Carlos Drummond de Andrade, em Belo Horizonte, Minas Gerais, apresentou cancelamentos em 24 dos 31 vôos programados (77,4%) e 1 atraso (3,2%).

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

16 de novembro de 2007 | 22h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.