Infraero registra atrasos em 23% dos voos internacionais

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) registrava, até as 11 horas, atrasos superiores a 30 minutos em 23% dos voos internacionais. O índice está acima da média aferida até novembro - cerca de 12% - e na primeira quinzena de dezembro, cerca de 15%. O alto índice de atrasos pode ser reflexo dos problemas que as companhias aéreas têm enfrentado em aeroportos da Europa por causa das nevascas.

KÍVIA COSTA, Agência Estado

21 de dezembro de 2010 | 11h51

O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, é o que registra o índice mais elevado de decolagens fora do horário para voos internacionais: 9 das 15 programadas em todo o País. O Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, teve 25% dos voos internacionais atrasados e dois cancelados.

Entre os voos nacionais, a média de atrasos, até as 11 horas, era de 15,2%. O Aeroporto de Brasília teve atrasos em 15 dos seus 70 voos nacionais programados (21,4%). O Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, registrou o mesmo problema com 11 de seus 53 voos nacionais (20,8%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.