Iniciativa pode dar origem a brinquedo didático

A professora Sabine Eggers visitou o Colégio Porto Seguro com sua equipe há cerca de um mês e, após palestra para os alunos, entregou-lhes os kits e coordenou as atividades com eles. Matthias Holtmann, diretor do currículo bilíngue da escola, avaliou a atividade de forma muito positiva.

O Estado de S.Paulo

02 Abril 2012 | 03h05

Familiares de alunos da escola da comunidade, organizada pelo Porto Seguro, podem realizar cursos profissionalizantes de artesanato. Holtmann já sugeriu a Sabine que os participantes do curso poderiam confeccionar os kits. A ideia foi muito bem recebida. "Temos um grande interesse de multiplicar a ideia e fazer com que chegue a outras escolas", afirma Sabine.

Gerson Torres, outro aluno de Sabine, também está envolvido no projeto. Ele conta que já houve diálogos com indústrias de brinquedos para se analisar a viabilidade de transformar a ideia em um produto. "Seria um brinquedo com forte apelo didático", aponta Torres. / A.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.