Início de votação no 2º turno repete clima de tranquilidade, diz TSE

Com poucas ocorrências, o início de votação no segundo turno das eleições neste domingo repetiu o clima de tranquilidade observado na votação de 5 de outubro, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

REUTERS

26 de outubro de 2014 | 12h17

Segundo o balanço mais recente do tribunal, foram registradas 154 acusações de crime eleitoral por não candidatos no início da manhã, resultando na prisão de 28 pessoas. Nenhum candidato foi detido.

A prática de crime eleitoral inclui, por exemplo, propaganda boca de urna, fornecimento ilegal de alimentos e transporte ilegal de eleitores.

No primeiro turno, o presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, avaliou que a votação foi a "mais tranquila desde a redemocratização" em 1989, embora tenha sido marcada por atrasos decorrentes do maior uso do sistema de identificação biométrica.

O TSE ainda não tinha informações sobre o andamento da votação com urnas biométricas neste segundo turno.

Além da disputa pela Presidência entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), 13 Estados e o Distrito Federal escolhem seus governadores neste domingo.

O relatório mais recente do tribunal, divulgado às 11h, apontou o Rio de Janeiro como o Estado com o maior número de urnas quebradas, com 221 urnas substituídas, seguido por São Paulo, com 188 urnas quebradas. No total, 1.151 urnas foram trocadas em todo país.

(Reportagem de Nestor Rabello)

Mais conteúdo sobre:
ELEICOES2014TSEBALANCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.