Inmet promove conferência internacional sobre clima

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) do Ministério da Agricultura promoverá, dias 12, 13 e 14 próximos, em Brasília, a Conferência Técnica Regional sobre os Benefícios Sociais e Econômicos dos Serviços de Tempo, Clima e Água. Durante o evento, que conta com o patrocínio da Organização Meteorológica Mundial (OMM), diretores dos serviços de meteorologia de Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Peru e de outros países da América do Sul, América Central, Caribe e América do Norte, debaterão temas como desastres naturais, agricultura, energia, água, transporte e saúde pública.O evento é preparatório para uma conferência mundial que será realizada em abril do próximo ano, em Madri, sobre o mesmo tema. Durante a conferência em Brasília, o Inmet receberá a visita do secretário geral da OMM, Michel Jarraud, que vai inaugurar, dia 13, juntamente com o ministro da Agricultura, Luis Carlos Guedes Pinto, o Centro de Controle da Informação Meteorológica do instituto.O novo centro vai funcionar 24 horas por dia, ininterruptamente, e monitorar diretamente, de modo remoto, cada sensor de cada estação meteorológica no País, melhorando a qualidade e a presteza das informações fornecidas aos usuários.Durante sua estada no Brasil, Jarraud assinará também, com o diretor do Inmet, Antônio Divino de Moura, um memorando de entendimento para regularizar o funcionamento do Escritório de Projetos da OMM no Brasil. O escritório funciona no campus do Inmet, em Brasília e apóia o desenvolvimento de projetos técnico-científicos em meteorologia e áreas afins, tais como recursos hídricos e meio ambiente.Durante a conferência de Brasília, será também realizada solenidade de entrega do 1º Prêmio Inmet de Estudos sobre os Benefícios da Meteorologia para o Brasil aos autores dos trabalhos selecionados por uma comissão externa.O Ministério da Agricultura informou que o Inmet comprou, recentemente, na Finlândia, 400 novas estações que operam automaticamente e transmitem, instantaneamente, os dados. A aquisição faz parte do projeto de modernização da rede meteorológica do Inmet e foi possível graças a uma verba de US$ 5 milhões aprovada pelos Ministérios do Planejamento e da Fazenda em 2005, como parte da cooperação entre os ministérios da Ciência e Tecnologia e da Agricultura. Todos os dados coletados são disseminados gratuitamente, em tempo real, na internet, pela página do Inmet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.