Instituição nega irregularidade

Vice-reitora atribui desempenho acima da média nacional a esforço da Unip para tratar Enade como prioridade

O Estado de S.Paulo

04 Março 2012 | 03h05

Procurada ontem pela reportagem, a vice-reitora da Unip, Marília Ancona Lopez, não foi encontrada. Na sexta-feira, ela negou que a universidade tenha deixado alunos sem nota para evitar que prestassem o Enade. "Todo mundo que completou o curso fez o exame." Ela disse que houve "dois ou três" casos de estudantes cujas notas foram atribuídas com atraso. "Foi um número muito pequeno e nós informamos ao MEC os motivos", disse. "Às vezes acontece de o professor demorar a dar a nota porque o aluno entregou algum trabalho com atraso."

Marília atribuiu o desempenho muito acima da média nacional a um esforço iniciado em fins da década passada: a Unip passou a tratar o Enade como prioridade e criou uma comissão para acompanhar a qualidade dos cursos. Segundo a vice-reitora, a comissão adotou providências como analisar a fundo as diretrizes do Enade. "Preparamos quase 100 volumes de material de preparação para o exame." Outras medidas foram investir na qualificação dos professores e sensibilizar alunos. "Fizemos palestras motivacionais e demos prêmios, como iPods e bolsas em cursos de pós a distância."

Em 2007, três dos cursos da Unip tiveram nota 4 ou 5 no Enade. Na prova de 2010, esse número saltou para 69. Dois cursos passaram da nota 1 para 5: Farmácia (Brasília) e Nutrição (São José dos Campos). Outros dez cursos foram da nota 2 para a 5. A Unip tem hoje 200 mil alunos.

Nota divulgada pela Unip na sexta-feira afirma que os resultados no Enade decorrem de medidas como "atualização de ementas e programas, revisão de bibliografias, acompanhamento das avaliações, produção de material didático, investimento nos laboratórios e infraestrutura, utilização de novos recursos didáticos e, principalmente, capacitação de professores".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.