Inter leva seis atacantes para duelo com o Sport

O técnico Mário Sérgio convocou seis atacantes para o jogo contra o Sport, domingo, no Recife. Entre as novidades estão Alan Kardec, que não havia sido relacionado para enfrentar o Atlético-MG no domingo passado, e Talles Cunha, recuperado de fratura no pé. Eles se somam a Alecsandro, Marquinhos, Taison e Edu. A composição da delegação, que viajou na tarde desta quinta-feira, indica que o time será ofensivo, ou desde o início ou de acordo com as circunstâncias da partida.

Elder Ogliari, PORTO ALEGRE, O Estadao de S.Paulo

27 de novembro de 2009 | 00h00

Uma vitória mantém o clube gaúcho em condições de disputar o título na última rodada, em 6 de dezembro, e pode até mesmo colocá-lo na liderança, se vier combinada com derrota do São Paulo para o Goiás e empate ou derrota do Flamengo para o Corinthians. Outros resultados não interessam, porque mantêm o Internacional na dependência de tropeços dos rivais para chegar ao quarto título nacional de sua história.

A convicção de que o Internacional deve atacar o Sport mesmo jogando fora de casa é tanta que Mário Sérgio chamou apenas dois zagueiros, Índio e Fabiano Eller. Bolívar ficou em Porto Alegre à espera do julgamento de sua expulsão, ocorrida no jogo contra o Atlético-PR, pelo STJD. Como foi condenado a apenas um jogo, já cumprido, viajará sozinho hoje. O técnico Mário Sérgio também poderá contar com o volante Guiñazu e o atacante Alecsandro, que se queixaram de dores no tornozelo mas estão recuperados.

O discurso dos colorados é de "concentração total" no objetivo de vencer no Recife. O capitão Guiñazu destaca que o time não pode entrar no campo pensando no resultado dos outros. "Mas deve jogar com a faca entre os dentes, porque está diante de uma decisão e é inadmissível que não faça sua parte."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.