Internos incendeiam colchão na Fundação Casa

Quatro jovens internados na Fundação Casa de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, colocaram fogo em um colchão na noite deste domingo, 23. Por meio de nota, a Fundação afirmou que o objetivo do protesto seria forçar os funcionários a abrir a porta do quarto, mas depois de serem rendidos, os rapazes não apresentaram reivindicações.

MARCELA BOURROUL GONSALVES, Agência Estado

24 de outubro de 2011 | 14h58

Quando a porta foi aberta pelos funcionários, os quatro adolescentes conseguiram render um servidor. Cerca de duas horas depois, após negociações frustradas, eles foram rendidos pelo grupo de apoio, equipe especializada em intervenções. Quatro jovens e quatro servidores tiveram escoriações leves.

A Corregedoria da Fundação Casa abrirá uma sindicância para apurar as circunstâncias do que classificou como um "ato de indisciplina". Para a Fundação, o ato não pode ser considerado como rebelião por ser um episódio isolado dentro da unidade.

Com capacidade para atender a 128 jovens, o centro abrigava 85 no domingo.

Mais conteúdo sobre:
Fundação Casaprotestofogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.