Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Investimentos na economia recuam 0,7% em agosto ante julho, aponta Ipea

No acumulado em 12 meses, houve desaceleração no ritmo de crescimento, passando de uma alta de 3% em julho para 2,5% em agosto

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

03 de outubro de 2019 | 10h45

RIO - Os investimentos na economia recuaram em agosto, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) recuou 0,7% em relação a julho, na série com ajuste sazonal. 

Na comparação com o agosto do ano passado, o indicador aumentou 0,5%. No acumulado em 12 meses, houve desaceleração no ritmo de crescimento, passando de uma alta de 3% em julho para 2,5% em agosto. Na passagem de julho para agosto, houve redução de 1,3% no componente de máquinas e equipamentos, decorrente de um avanço de 8,1% nas importações mas queda de 2,9% na produção doméstica.

Já o componente de construção civil teve retração de 1,1%, enquanto o componente outros ativos fixos encolheu 0,7%.

Em relação a agosto de 2018, a construção civil cresceu 1,1%, e os outros ativos fixos aumentaram 5,0%. No entanto, o componente máquinas e equipamentos caíram 1,7%, com avanço de 7,6% nos itens nacionais mas queda de 14,8% nos importados. Segundo o Ipea, a importação de plataformas de petróleo em agosto do ano passado pode ter gerado uma base de comparação elevada, prejudicando o desempenho das importações em agosto deste ano. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.