IPC-S acelera para 0,38% na 3a quadrissemana de novembro--FGV

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou para uma alta de 0,38 por cento na terceira quadrissemana de novembro, depois de avançar 0,35 por cento no período anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

Reuters

23 de novembro de 2012 | 08h30

Quatro dos oito grupos que compõem o indicador aceleraram a alta de preços: Habitação (0,37 por cento para 0,51 por cento), Vestuário (0,61 por cento para 0,83 por cento), Educação, Leitura e Recreação (0,55 por cento para 0,67 por cento) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,44 por cento para 0,52 por cento).

Nestas classes de despesa destacaram-se respectivamente os comportamentos de tarifa de eletricidade residencial (0,48 por cento para 1,17 por cento), roupas (0,58 por cento para 0,72 por cento), passagem aérea (4,26 por cento para 7,96 por cento) e salão de beleza (0,92 por cento para 1,31 por cento).

Por sua vez, registraram decréscimo nas taxas de variação os grupos Alimentação (0,26 por cento para 0,18 por cento), Comunicação (0,17 por cento para 0,08 por cento), Transportes (0,30 por cento para 0,22 por cento) e Despesas Diversas (0,22 por cento para 0,20 por cento).

Um recuo nos preços dos produtos agropecuários é esperado neste final de ano, e já vem acontecendo no atacado, como mostrado no recuo de 0,16 por cento do Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) na segunda prévia de novembro.

Na quinta-feira, os preços dos alimentos ajudaram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) --uma prévia da inflação oficial-- a desacelerar a alta em novembro para 0,54 por cento, ante avanço de 0,65 por cento em outubro.

(Por Camila Moreira)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROIPCS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.